As crianças são nossos maiores mestres! Vamos aprender com elas?

1) Tire Sonecas
Crianças se organizam no sono, desenvolvem o cérebro e assimilam aprendizado no sono. Uma única noite mal dormida do adulto tem efeitos, temporários, de pré-diabetes.
Priorize o seu sono como um compromisso!

2) Movimente-se
Crianças, como dizem, são ligadas no 220v! Estão o tempo todo se movimentado, eles não vão à academia, não correm uma maratona, mas sobem, descem, agacham, correm, pulam e fazem muitos outros movimentos funcionais o tempo todo. Sentar-se só quando realmente precisam ou envolvem outras atividades.
Para o adulto é fácil ser sedentário, levantar-se pouco e não se mover o suficiente! Movimente-se, use exercícios funcionais ao longo do seu dia, deixe objetos distantes para ser obrigado a se levantar.

3) Aprenda expressar suas emoções
Crianças são excelentes em demonstrar suas emoções (nós é que muitas vezes não sabemos interpretá-las). Já os adultos aprendem a suprimir as emoções; crianças quando estão bravas, tristes ou feridas choram. Se estão felizes sorriem ou gargalham. Elas são mestres em interações sociais, sorriem no mercado, observam o comportamento dos adultos e imitam, fazem perguntas. Até alguém ensiná-los que não deve falar com estranhos…
Expresse emoção de maneira saudável, esteja envolvido quando falar com os outros, olhe nos olhos!

4) Coma quando estiver com fome 
A maioria dos adultos preocupa-se que a criança come demais, come de menos ou não come o que eles gostariam que comesse. No entanto, as crianças têm um ótimo senso de comer quando estão com fome (e isso acontece as vezes fora do horário habitual das refeições), sabendo dar a eles os alimentos e nutrientes adequados, que assim seja!
Coma quando estiver com fome e não quando a os alimentos estiverem a sua frente!

5) Mantenha-se sempre aprendendo 
Crianças, principalmente de 4-5 anos, estão sempre fazendo perguntas. É natural da crianças querer aprender, conhecer, interpretar. Para os adultos é simples só aceitar as coisas, não questionar. Aprender novas habilidades estimula a mente e o mantém jovem.
Faça perguntas, seja inquisitivo, adquira novas habilidades ou hobby, abra a mente!

6) Não tenha medo 
Pais de bebês que começam a andar sabem o quanto eles podem ser causadores de medo. Colocam o dedo na tomada, batem em vidros para ver o que acontece, penduram-se nas coisas, sobem degraus…
Bebês menores têm medo de duas coisas: muito barulho e de cair. Eles não são “programados” para outros medos, mas nós os advertimos o tempo todo gerando o medo: “cuidado”, “não faça isso”, “não faça aquilo”, “isso não, machuca” quando deveríamos encorajá-los a aceitar os riscos calculados, especialmente quando são jovens!
Deixem seus filhos serem aventureiros, mas também reacenda essa característica em você. Tente coisas novas!

7) Aproveite pequenas coisas 
Você deu diversos presentes de aniversário para uma criança e depois de 1 hora ela está brincando com a caixa e os embrulhos.
Crianças têm fascínio por coisas pequenas, simples e que estimulam a imaginação. Eles não nascem querendo a roupa de marca ou o brinquedo com 300 funções.
Aproveite todos os pequenos detalhes, aprenda a apreciar as pequenas coisas, os pequenos gestos!

8) Lembre-se de brincar 
Adoro essa frase: “brincar é o trabalho das crianças”, e isso é tão importante para o seu desenvolvimento! E para o adulto também! Brincar traz alegria e é fundamental para resolução de problemas (diversas empresas têm utilizado o lego como ferramenta…), estimula a criatividade e relacionamentos. Encontre coisas divertidas e agradáveis para você e faça-as.
Estou indo ali encontrar minhas amigas….beijos

Deixe seu Comentário

comentários