O que é a hora da bruxa?

Não é sobre os livros de mesmo nome que quero conversar com vocês, mas sobre um período do dia em que parece, literalmente, que as bruxas foram soltas e vieram beliscar ou assustar os bebês.
E qual seria esse período? O fim da tarde! Vai chegando o fim do dia, o sol vai se pondo e os choros começam, parece que alguém apertou um botãozinho que antes estava desligado.
Muitos familiares, e os próprios pais, começam a imaginar que são as cólicas – e muitas vezes são mesmo – se o bebê for um pouco maior desconfiam dos dentes. Porém, deixo um questionamento para vocês: sempre no mesmo horário?

Qual a causa?

A exaustão da mãe ao final do dia é sentida pelo bebê e a forma como ele se expressa é por meio do choro. Você, mãe, precisa de um tempo para você! Um tempo para reconectar-se consigo mesma, recarregar as baterias e estar disponível novamente.
Por 40 semanas, 9 meses, a comunicação entre você e seu filho (a) foi energética, intra-útero, dessa forma o que ele sabe fazer de melhor é conectar-se a você sentindo-a.

O que eu faço então?

Está cansada? Peça ajuda, deixe o bebê com quem você confia e vá tomar um banho de 30 minutos, vá dar uma volta no quarteirão, olhar outros ares que não os quatro paredes da sua casa. Vá sentar-se por 20 minutos sozinha em silêncio…encontre uma forma de relaxar e mudar sua energia.
O mais importante é que todos da casa estejam com a energia tranquila, caso contrário as bruxas atacarão a todos e como num ciclo vicioso a energia não será quebrada.
Conversem, dividam as tarefas, permitam-se descansar e fim ao horário das bruxas!

Deixe seu Comentário

comentários