Vou começar contando uma informação que todas as vezes que eu falo nos cursos que ofereço a maioria dos pais fica de cabelo em pé: os bebês só precisam tomar banho 2 vezes na semana.
Sim, é verdade!

A pele do recém-nascido merece cuidado e ficar utilizando produtos químicos nela não ajuda muito, eles não suam como nós, eles não passam o dia fora de casa no sol, no trabalho, no carro….esse banho do bebê diário é muito mais para nós do que para eles (embora eu vote no banho de chuveiro todos os dias como forma de relaxamento).
Mas não vamos perder o foco, nós estamos falando aqui das primeiras 24h de vida de um bebê, ou seja, esse bebê acabou de sair de um meio líquido (líquido amniótico) para um ambiente externo todo seco, o líquido que fica em sua pele deixa um cheiro familiar ao bebê e o organismo em sua sabedoria vai utilizar os tubérculos de Montgomery do seio materno (aquelas bolinhas pequeninas que aparecem na aréola) para exalar um cheiro muito similar ao do líquido amniótico, afim de que o bebê sinta ali um ambiente familiar e acolhedor.

Pensando então no pele a pele do bebê com seus pais, na primeira hora de vida do recém-nascido (A hora de Ouro) e em toda a colonização por bactérias boas que acontece nessa troca, é fundamental que o bebê mantenha-se com o corpo banhado pelo líquido amniótico por pelo menos 12  horas e preferencialmente 24h. Diversos estudos vem comprovando o benefício em relação ao sucesso da amamentação depois e do fortalecimento das relações bebê-família.
Dessa forma, a importância não é apenas biológica, mas social também! Ahh e antes que você pense que ele ficará fedido, eu te garanto: não ficará! E você vai querer guardar esse cheirinho pra sempre em seu coração!

Quer saber mais sobre o parto, nascimento, cuidados com o bebê e amamentação, temos o curso online com módulos completos ou separados de acordo com sua necessidade, acesse: http://cursomaecoruja.com.br

Deixe seu Comentário

comentários