Introdução

A vida materna e suas fases! Após os primeiros seis meses de vida do bebê chega o momento de a família apresentar o mundo de sabores e texturas ao pequeno, é a hora da introdução alimentar, logo eles começam a comer o mesmo cardápio da família e esperamos que nesse momento as opções à mesa continuem a ser saudáveis.
Um pouquinho mais a frente chegamos na fase pré-escolar e as preocupações começam a ser com os alimentos que vamos colocar em suas lancheiras. Precisamos pensar em lanches saudáveis, atrativos para os pequenos, evitando a mesmice e opções muito calóricas, fazendo combinações harmônicas, práticas, rápidas e nutritivas.
Sendo assim, a mamãe e nutricionista aqui, compartilha com vocês algumas dicas preciosas que devem ajudar e muito para que nossos pequenos garantam energia com muita qualidade e segurança durante o período que ficam na escola!

 

Dicas de Ouro

Composição – Primeiro, leve em conta o período em que seu filho fica na escola (manhã ou tarde) e a refeição que fez antes de sair de casa (café da manhã ou almoço). Depois, confira se está mandando dentro da lancheira uma opção de cada grupo alimentar: Uma fonte de proteína ou lácteo (leite, iogurte, queijo), uma fruta ou legume in natura (pelas fontes de vitaminas, fibras e minerais) e um carboidrato para fornecer energia (pães e cereais), além de 1 bebida para hidratar (água, água de coco ou suco natural).
Faça diferente – Se o seu filho não tem comido as frutas que você coloca na lancheira, que tal variar? Muitas vezes, os pais mandam maçã ou banana por conta da praticidade e as crianças enjoam. Uva, morango, manga, melão ou melancia picados, em potes vedados, ajudam a diversificar o cardápio.
Produtos embutidos – Evite – Parece prático, mas um sanduíche com frios, como o peito de peru, não é um aliado da saúde. Isso porque esses alimentos são processados e apresentam conservantes, corantes, realçadores artificiais de sabor e uma quantidade muito alta de sódio. Além de acostumar o paladar das crianças com o excesso de sal, o exagero pode ocasionar uma série de problemas a curto e a longo prazo. A hipertensão é o principal deles.
Iogurte no freezer – Produtos lácteos são fontes de proteína, mas também estragam com facilidade. Você pode mandar iogurte na lancheira sem correr esse risco. É só deixar o produto no freezer por algumas horas, o suficiente para congelar. Um pouco antes de ir para a escola, retire-o e coloca na lancheira. Até a hora do recreio, ele vai estar descongelado e fresco para o consumo.
Para evitar a monotonia alimentar, varie o cardápio da lancheira semanalmente, considerando a idade do seu filho (cada faixa etária tem necessidades nutricionais e calóricas diferentes), possíveis alergias alimentares e intensidade de atividades físicas. Na dúvida, consulte o pediatra ou nutricionista.

Receitinha de cookie de banana  (Para bebês a partir de 10 meses)

Ingredientes:

  • 2 bananas nanicas (bem maduras)
  • 1 xic de aveia em flocos finos
  • 1 pitada de canela.

Se o bebê tiver mais de 1 ano pode adicionar outros ingredientes na massa, como uvas passas, fica uma delícia!

Modo de preparo:

Com um garfo amasse bem as bananas, até formar uma massa bem molinha, quase líquida. Adicione a aveia e a canela em pó e misture bem. O ponto ideal dessa massa deve ter uma consistência de pegar com colher, não deve escorrer. Reserve.

Forre uma assadeira com papel manteiga e com a ajuda de uma colher modele os cookies sobre ela.

Deixe um espaço de 1cm entre eles.

Leve ao forno pré-aquecido a 200°C por 15 minutos.

Espere esfriar, sirva e bom apetite.

Conservação: Pode armazenar por até 2 dias na geladeira, guardado em recipiente com tampa.

Nutricionista Valéria Ferro
Obstetrícia, Pediatria e Adolescência
Instagram @omelhorparaseubebe

Deixe seu Comentário

comentários