Introdução

A recomendação mundial para a segurança dos bebês é que eles durmam sempre de barriga para cima, afim de evitar a morte súbita. Aquela morte inesperada, abrupta que ninguém jamais imaginou e que muita gente associa a problemas cardíacos, mas que na verdade no bebê está associado ao sufocamento.

Morte Súbita/Sufocamento

O pico de incidência acontece entre 2 e 4 meses, diminuindo após os 6 meses de vida.
Pode servir de “gatilho” para dar início ao problema:
1) asfixia por compressão do tórax ou excesso de inalação de gás carbônico na posição com rosto para baixo
2) hipertermia causada pela compressão da face no travesseiro
3) nascimento prematuro e a imaturidade dos mecanismos cardio-respiratórios e controle térmico

Como podemos perceber a morte súbita envolve muitas variáveis que acabam resultando na asfixia dos bebês. E como podemos evitá-la?

Recomendações

Como tudo hoje em dia, as pessoas têm sido muito extremistas e isso não é bom! Podemos ser ponderados e garantir segurança!
A recomendação é dormir de barriga para cima, então na MAIOR parte do tempo o bebê dormirá assim, mas ele também pode dormir lateralizado, mesmo porque se não modificamos os lados e formas do recém-nascido dormir ele ficará com a cabeça achatada na parte de trás (o que também não é bom).
Retirar do berço tudo o que pode causar sufocamento, bichinhos, protetor de lateral, almofadas…
Agasalhar a criança adequadamente e manter um ambiente agradável no quarto (22-26ºC).
Dormir no mesmo quarto que os pais, mas de preferência não na mesma cama.
Bebês NÃO precisam de travesseiro, já falei sobre itens inúteis do enxoval (Quais produtos devo comprar?)
Jamais expor o bebê a fumaça de cigarro!

Em resumo, garanta que não haja risco de sufocamento e está tudo certo! Sem neuras, mas com segurança!

Deixe seu Comentário

comentários