Quando eu faço as orientações pré-parto eu sempre explico aos pais sobre os testes e exames que serão realizados com o recém-nascido até que ele receba alta.
Por conta da pandemia e alta antecipada alguns exames não têm sido realizados no hospital, mas os pais recebem as orientações de quando e como realizá-los.
Importante frisar que quase todos são gratuitos e devem estar anotados no cartão de alta do Bebê. São eles:

1. Teste do Olhinho ou Teste do Reflexo Vermelho:
Pediatra coloca uma luz (lanterna) no olho do bebê e espera enxergar um reflexo vermelho, reflexos brancos indicam alteração visual. Antigamente quando revelávamos fotos virava e mexia alguém saia com os olhos vermelhos, esse é o reflexo que o pediatra espera ver no bebê!

2. Teste do Coração:
Coloca-se um sensor na mão e no pé do bebê que indica quanto de oxigênio está circulando no organismo do bebê. Normalmente o teste é feito com 12 e 24h de vida

3. Teste da Orelhinha:
Normalmente são as fonos quem realizam, coloca-se um aparelho nos ouvidos do bebê e mandam um sinal os ossos vibram de devolvem um número ao aparelho indicando a boa audição.

4. Teste da Linguinha:
Todo profissional da saúde treinado pra o realizar esse exame que tem um protocolo a ser seguido, não é só olhar o bebê de boca aberta. Importantíssimo a realização para o sucesso da amamentação.

5. Teste do Pezinho:
O mais antigo de todos, o gratuito detecta 6 doenças (fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, doença falciforme, fibrose cística, deficiência de biotinidase e hiperplasia adrenal congênita). É recomendado que realizem o teste do pezinho ampliado (alguns estados brasileiros já oferecem o ampliado de forma gratuita).

6. Teste da Bochechinha:
É o mais novo no mercado, porém esse não é gratuito (valor aproximado R$1.100). É um exame que verificam 320 alterações genéticas, silenciosas e tratáveis na primeira infância.

Espero que tenham gostado das informações!

Deixe seu Comentário

comentários